SABOR DE NOVIDADE


A “neofobia”, que é a rejeição a novos alimentos, pode ser mudada se você insistir na apresentação deles não uma ou duas vezes, mas dez, se necessário.
Com paciência, você vai ensiná-lo a experimentar novos sabores.

• Em vez de perguntar hesitante se ele quer brócolis, confirme se quer brócolis com tomate ou brócolis com arroz.
• Não sirva as refeições em frente a TV, esse é um hábito que está na base da obesidade pois a criança mal olha para o prato e perde a oportunidade de conhecer ao alimentos e seus sabores. Também é bombardeada com propagandas de alimentos hipercalóricos e baixo teor nutritivo.
• Sirva as refeições na mesa, com a família, sem repressões e discussões. Torne o momento prazeroso.
• Até os 02 anos coloque a criança no cadeirão e depois disso ele poderá sentar-se à mesa com o auxilio de uma almofada, se a cadeira for muito baixa.
• A bebida gasosa dilata o estômago dando a impressão de barriga cheia. Tomada no início da refeição espanta o apetite.
• Até 01 ano de idade a criança sente o mundo pelo tato e pelo olfato, portanto é natural que ela queira tocar e cheirar um alimento antes de comê-lo. Depois desta idade comece a explicar o comportamento correto à mesa.
ACERTE OS PONTEIROS DAS REFEIÇÕES: estabelecer horários contribui para uma boa nutrição. Seja a refeição principal ou lanche, o horário de comer é sagrado, se você extrapolar um deles invadirá o próximo e aí a dieta da criança se desequilibra.
• Caso seu filho recuse o almoço, ofereça novamente a mesma refeição até ele sentir fome. “ Nesse meio tempo, nada de dar biscoitos ou guloseimas”.
• Crianças de 01 a 06 anos tem estômago pequeno e se você oferecer um prato com muita refeição poderá gerar aversão e angústia na criança. Opte por pequenas quantidades. É mais estimulante.
• Evite chantagem a mesa, isso faz com que a criança não goste da comida e valorize ainda mais a recompensa.
• Ofereça 01 fruta de cada vez para ela conhecer o sabor de cada uma. Quando batemos várias frutas ou legumes juntos, a criança perde a chance de experimentar novos sabores que poderão até agradá-la.

LEMBRE-SE:

• Nós somos o exemplo para as crianças, portanto, saboreie os alimentos junto com ele.

Comentários

Postagens mais visitadas