PROJETO COMBATE OBESIDADE EM CRIANÇAS





Aos 14 anos, o estudante Rodrigo Medeiros pesava 112 quilos. Quando contou aos amigos que começaria a treinar triatlo, ouviu piadas. Determinado, ingressou no programa social que a triatleta Fernanda Keller mantém em Niterói e passou a fazer exercícios quatro vezes por semana. Mas a redução de peso ocorreu mesmo quando ele começou a ter acompanhamento de nutricionistas. Chegou aos 80 quilos.
"Quando eu comecei, os outros garotos me chamavam de gordinho. Ficava sempre para trás. Fui melhorando as minhas marcas e fui passando um a um", diz o rapaz, de 16 anos, que já correu a meia maratona e ganhou troféus em campeonatos estaduais.
Rodrigo está entre as 70 crianças e adolescentes atendidos pelo projeto Correndo Por Um Ideal, que há três anos recebem acompanhamento médico e orientação nutricional. Nesse período, o número de meninos obesos caiu de 60% para 20%. Entre as meninas, a redução foi de 25% para 8%.
O Instituto Fernanda Keller começou a atender crianças e adolescentes em 1998, com atividades esportivas no contraturno escolar.
No entanto, apesar dos exercícios, Fernanda percebia que algumas crianças não conseguiam ficar no peso ideal - algumas estavam abaixo e muitas acima. Havia ainda casos de desnutrição. Em 2009, ela inscreveu o projeto Correndo Por Um Ideal em um edital de patrocínio da Nestlé. Foi selecionada. "O edital não era voltado para projetos de esporte, mas o nosso foi o único programa esportivo selecionado no Brasil todo", conta Fernanda.
Das mais de 500 crianças atendidas no Instituto Fernanda Keller, hoje 200 estão inscritas no Correndo Por Um Ideal. "O principal critério é o comprometimento familiar. Por causa disso, temos uma evasão mínima e fila de espera", diz Priscilla Accorsi Voss, coordenadora pedagógica e de projetos do instituto. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Comentários

Postagens mais visitadas