ESPORTE NA INFÂNCIA



O crescente número de crianças obesas aliado ao sedentarismo traz prejuízos não só na saúde, mas até no sucesso da carreira profissional.
A introdução do esporte na infância garante além de um corpo saudável, mais cinco anos na expectativa de vida.
O esporte pode ser tratado como um ciclo virtuoso, pois causa impactos no desenvolvimento físico e intelectual ao longo da vida. Seis itens podem ser destacados neste ciclo:
1-   Crianças inativas correm o risco de ganhar 30% a mais em quilos do que o recomendável;
2-  O aproveitamento escolar é 40% maior entre as crianças ativas, pois o aumento do fluxo sanguíneo no cérebro melhora a comunicação neural, eles dormem melhor, o que ajuda a memorizar o que aprendem;
3-   Hábitos saudáveis reduzem as possibilidades de fumar, usar drogas e ter comportamentos sexuais arriscados e até enfrentar uma gravidez na adolescência;
4- Possibilidade de renda maior devido ao melhor aproveitamento nos estudos e menor desenvolvimento de doenças;
5- O exercício físico previne doenças cardiovasculares, diabetes, entre outros, além de ajudar no desenvolvimento ósseo da criança;
6-  Herança esportiva. Estudos apontam que crianças ativas tendem a ser adultos mais ativos, mantendo um ciclo saudável para toda família.

Cada etapa da vida exige um tipo específico de atividade para aprimorar os movimentos e garantir o bem estar, e para incentivar a criançada a se mexer a melhor forma é despertar o interesse.

Nada melhor que usar brincadeiras como pular corda, amarelinha, pega-pega, jogar bola, andar de patins, de skate, nadar, apostar corrida, dançar ou qualquer outro tipo de exercício que faça com que a criança se movimente.

Comentários

Postagens mais visitadas