Saiba mais sobre - Obesidade

A obesidade é um tema muito discutido em quase todos os âmbitos, desde a saúde até economia. O assunto sempre traz novos dados, que cada vez mais se tronam alarmantes, e novas tecnologias, procedimentos e tratamentos.
Hoje, segundo dados de 2013 do Hospital das Clínicas e o Ministério da Saúde, 50,8% dos brasileiros estão com excesso de peso e 17,5% são obesos.
Com isso, é claro que entramos no assunto cirurgia bariátrica e reeducação alimentar. E mais uma vez, os dados aparecem, pois pasmem, no país, a fila para cirurgia chega a 200 mil pessoas, e o tempo de espera pode chegar a 5 anos! Isso na rede pública, ja na rede privada, as cirurgias, que custam no mínimo 15 mil reais, atendem cerca de 70 mil pessoas.
Apesar de sua efetividade e segurança, a cirurgia barátrica deve ser vista como ultima solução.

PROCEDIMENTOS




- GASTROPLASTIA COM DERIVAÇÃO INTESTINAL

É o método mais usado em todo o mundo e também no Brasil.
Nesse procedimento retiram-se 80cm do estomago e intestino. A outra porção continua no corpo para fornecer enzimas digestivas. O estomago é grampeado e a nova parte fica com 30ml e se conecta ao intestino.
O procedimento acontece por uma incisão abdominal, com duração de 2h e perda de peso de 30 a 40%.

- GASTRECMIA VERTICAL

Corta-se verticalmente parte do estomago. de forma a transformá-lo em um tubo fino, estreito.
É feito por videolaparoscopia, tem a duração de 1 a 2h e ocorre a perda de 30% do peso.

- BANDA GÁSTRICA

A cirurgia bariátrica consiste em um anel de constrição feito de silicone inflável que é colocado na parte superior do estomago e pode ser ajustado ambulatóriamente.
É feito por videolaparoscopia, com duração de 1h e ocorre a perda de 20 a 30% do peso.


Para se encaixar nos critérios exigidos para fazer a cirurgia pelo SUS, é preciso ter feito tratamento clinico por pelo menos dois anos e sem obter sucesso nos resultados, possuir obesidade mórbida ou de grau 2 aliado as doenças relacionadas ao excesso de peso, como diabetes e hipertensão.

Mas atenção, é preferível que se cuide antes, com ajuda de especialistas como médicos, nutrólogos, nutricionistas. Não se deixe chegar a esse ponto, é perigoso, faz muito mal e pode deixar sequelas. E as doenças que acompanham são graves.

CUIDE-SE!



Comentários

Postagens mais visitadas