França.Br - As cozinhas da França




Falar da França equivale a falar, também, de cozinha. Há mais de 3 séculos que este país tem na gastronomia uma das mais representativas expressões da sua cultura. Não é de se estranhar, portanto, que o hábito de bem comer com requinte e criatividade, passe, de uma forma ou de outra, por seu território.

As cozinhas da França

Na região Noroeste - Bretanha, Normandia, Flandres e Vale do Loire - voltam-se para os frutos do mar, extraordinária riqueza da região, são ostras, mexilhões, lagostins, xereletes, sardinhas, robalos e sem falar dos peixes de rio. Outra riqueza encontrada  nessa região são os cordeiros pré-sales que são criados nos prados banhados pelo salitre do mar que dão um toque de distinção.

No Norte - Ardenas, Alsácia, Lorena e outros - terreno propício para manteiga, a cozinha reparte a preferencia entre carne bovina e carne de porco, embora a criatividade vá muito além como pratos de origem flamenga feitos de coelho, vitela e toucinho. E para acompanhar tudo isso, a popularidade das hortaliças (couve, repolho, couve-flor) com a paixão pela batata ou pela beterraba caracterizam essa gastronomia.



No interior, da cozinha por vezes simples e rútica como a de Auvergne ou barroca como a de Bourbonnais surgem pratos como o patê de tartouffes ou o pato du chambert. No entanto, é possível que não exista outra região que leve mais a sério a arte da culinário que Borgonha, cujo receituário exibe joias da cozinha popular do calibre dos gros gris, os guisados de peixe de rio, os cogumelos, as carpas, os caranguejos e, óbvio, um condimento que deu a volta ao mundo: a mostarda.
A Savóia, por sua vez, oferece o leite e seus derivados que dão vida a uma notável industria queijeira.

O Sul é marcado pela sua singularidade devido a proximidade ibérica que traz uma maior influência espanhola, como a notável presença do azeite de noz (sem esquecer a excelência do cassoulet), a paixão pela lampreia, enguias que destacam as combinações com os cogumelos e as trufas. A região também é marcada por ser o berço dos ensopados quase elementares como a piperade ou garbure.


Agora que as cozinhas estão definidas é só degustar essa ideia!

SANTÉ!



Comentários

Postagens mais visitadas