AEJ - AERÓBIO EM JEJUM


A prática de exercício aeróbico em jejum conhecida como AEJ, divide opiniões.
De acordo com especialistas, a prática deve levar em conta quem pratica ( sua resistência e metabolismo ) e o tempo de execução.
O AEJ só deve ser praticado por pessoas condicionadas, com acompanhamento nutricional e físico, e no máximo de até 40 minutos. Deve-se levar em consideração alguns pré requisitos:
" É preciso cuidar da hidratação. A última refeição do dia anterior tem que ter carboidrato e a pessoa deve ingerir aminoácidos para evitar a perda de massa magra".
O aeróbio em jejum tem que ser 50% a 60% do consumo máximo de oxigênio, por isso exige controle e conhecimento da frequência máxima.
Trata-se de uma estratégia com período delimitado.
É preciso considerar os riscos: " O AEJ aumenta a liberação de cortisol, hormônio que controla a quebra de proteína e aminoácidos, fazendo com que se perca massa magra. O metabolismo cai de 20% a 25% levando a economia de energia. O AEJ também deixa o sangue mais ácido, provocando odores no hálito e no suor. E como precisa estar entre 50% a 60% do consumo máximo de oxigênio, quem não conhece essa intensidade pode alterar o metabolismo negativamente."
Não existe mágica! A melhora no rendimento de qualquer atividade física e do peso ideal só é alcançada por meio de treinamento - alimentação adequada.
A orientação de bons profissionais é a chave do sucesso!

Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais

Comentários

Postagens mais visitadas